terça-feira, 15 de setembro de 2009

Catarina, grávida, decidida e ferrada

Catarina engravidou sem querer de um cara que mal conhecia. Mal mesmo. Passou a noite de papo e depois na cama dele. O razoável seria ela tirar essa criança, mas como Catarina desconhece o ser razoável, ela resolveu tê-la e ainda contar para o desconhecido que estava grávida dele. 

Como dar uma notícias dessas? Avisa por MSN? Não dava nem pra ligar, ele não deu o telefone. Eles não tinham amigos em comum. Nada. Ela sabia algumas coisas sobre a vida dele, poucas o suficiente para levá-la até ele. Ou não. Ele teria como escapar. O fato é que ela estava na merda, porque se dispôs a criar uma criança sozinha e sem grana. A criança um dia perguntaria do pai e Catarina teria que dizer que naquela família não havia pai -  " Você não tem papai, minha filha. Nunca teve. Nasceu porque eu quis." - e olha que eu duvido desse tanto querer.

Se você acha que ter esta criança vai fazer com que aquele cara volte pra você, esqueça. Isso já não está na moda e nem é uma tendência. Aliás, nunca foi. Algumas pessoas um dia acreditaram nisso porque não tinham mais nada para pensar. E quer saber, você nem quer este cara. Quer o que então? Porque o cara nem rico é para você poder dizer que é oportunista. Ele é bacana, bonito, inteligente, e está cagando pra você, querida.

Catarina abriga um feto de dois meses. Ou ele deixa de ser agora, ou ela não pode deixar de ser jamais. 


VS.

7 comentários:

Mix disse...

e a humanidade caminha.... nao é mesmo?

Catarina nao vai morar em NY. Provavelmente nao vai comprar um carro ou uma casa sem financiamento. Mas terá uma maquina de lavar para as roupas do bebe... e se sonhar, um vaporizador. Dará adeus as aulas de pilates e sessões de drenagem linfática. Se tiver sorte vai ao parque empurrar carrinho de bebe... Pode comemorar o feitio com cidra no reveillon. E o bacalhau... ahh o bacalhau...qm precisa de bacalhau?

Violet Scott disse...

Até parece que você conhece a Cata, credo! Mas sim, adeus ao Pilates, fato. Aliás, ela já está enjoando e nem vai mais mesmo.

Ian Curtis disse...

Fico pasmo com as pessoas. É egoísmo demais isso. E o filho? Eles sempre pagam, mas um dia cobram dos pais. Círculo vicioso total.
Tomara que ela esteja pensando no bem da criança e não na vontade de ser mãe.

Respondi o post. Já está quase virando um livro. rs

Abraços!

Violet Scott disse...

Ela não está pensando nem no filho e nem na vontade de ser mãe. A vida tá cheia de vazios e ela acha que essa rebeldia cara vai resolver alguma coisa.

Seu comentário lá no post foi respondido. Qualquer coisa escreve para o email que fica mais fácil de debatermos o tema. VS.

Dani Fernandes disse...

Posso parecer careta ou revolucionária demais, mas acho que a Catarina deveria era pensar nela e em tudo o que esse filho mudaria na vida dela.
Essa história de "nossa, ela tirou? foi na clínica? meu deus..." Tudo isso funciona quando a coisa é comos outros. In our shoes, o buraco é mais embaixo...
Bjs

fabiana disse...

olha minina, já diz o ditado "deus escreve certo por linhas tortas" - ou algo similar.

só sei que é sempre ba-ta-ta.

deixe cat com god.
muac

Violet Scott disse...

às vezes Catarina está tão pertinho que não dá para deixá-la com Deus. VS.