quinta-feira, 15 de julho de 2010

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Existência particular


Sobre a minha existência entendo eu ou algum especialista em física quântica.
Foi isso que eu pensei quando ouvi essa música.
Freud não explica, relaxa.


quarta-feira, 7 de julho de 2010

Letuce e Eu: quanto que dá?


Serena, com alguma euforia e morta de vontade de brincar de bolhinhas de sabão.
Foi exatamente assim que eu me senti após o show da Letuce, que rolou nesta 3a feira, no Sesc Pompéia.

Letuce era uma semi-novidade na minha vida. Semi porque parte da banda, a parte "Let", eu semi-conheço. Depois eu explico esse "Semi", ou deixa pro Freud. O que importa é que Leticia Novaes e Lucas Vasconcellos são um verdadeiro evento. A Leticia sempre fez stand-up comedy e sempre foi hilária, já o Lucas era o namorado da Leticia. É. E depois de canções inusitadas e bem-humoradas, como "Tuna Fish", "Potência" e Darwin's Fairy Tale", a Leticia passou a ser gente-que-faz-muito-e-bem e o Lucas também. A moça tem 1.80, esguia e magrela, e consegue espalhar amor, sorrisos e risos tímidos, daqueles que no início, não entendem suas letras.

A ginga de Leticia sacode, e olha que ela não dança. Entre uma música e outra, ela é graça. Dada. Mágica. Adoradora de insetos, como ela mesma faz questão de deixar claro. Tudo que parece um pouco estranho torna-se obviamente delicioso. Uma libélula no palco. Foi este o inseto que escolhi para ela. Achei que barata era so-last-decade-demais e joaninha de pouco reboliço.

Quem não conhece, conheça. As letras impensáveis ganham tom e dom na performance de Letuce. Com carinho, balinhas coloridas e esmalte lilás, hoje o dia é seu Leticia, mesmo sem saber quanto que dá.

domingo, 4 de julho de 2010

Festas no casarão e um beijo só (suspense)

Já venho contar essa estória aqui.
Se não fosse sonho, seria história.
Onírico é o ladrão das delícias.

(vale entrar no clima antes de ler na íntegra amanhã)!


VS.

terça-feira, 29 de junho de 2010

2046



Conhecer Wong Kar Wai engrandece a alma e torna o ser HUMANO.
O amor, traição e paixão vistos sob a ótica oriental e aqui sempre compreendidos.

Salve o mestre das cores e das palavras, com suas obras sempre genuinas.


VS.

Say a little prayer, Aretha



Aretha dispensa comentários.
Se pudesse fazer um pedido, seria pra ela cantar numa festinha minha!
Simples!

Have a look.

VS.

sábado, 26 de junho de 2010

Mayra Dias Gomes tira a roupa e conta tudo!



Você já ouviu falar sobre ela por aqui mais de uma vez.
Você se não leu algum dos dois livros dela, devia ler.
Você se já teve inveja e falou mal, não deveria perder seu tempo.
Você não deveria pensar duas vezes antes de comprar a revista.

Mayra Dias Gomes é escritora e hoje reside em L.A com seu marido Coyote Shivers. Sem papas na língua, e agora sem roupa, ela posa para a Sexy e dá de presente para os marmanjos a edição de junho da revista. O querido e muito talentoso Jorge Bispo foi quem clicou a gata no meio do deserto de Mojave. Um ensaio sensual, que quebra paradigmas da beleza, revelando muitas tatuagens e seios fartos e naturais.

Aproveitei este momento feliz em que Mayra se encontra, colhendo frutos de seus planos em terra norte americana, e resolvi fazer algumas perguntinhas! Eu que já zanzei pra lá e pra cá ao lado dela, quando morou em SP, aproveitei para saber mais sobre o que passa na cabecinha dela e dizer que muito em breve vou pra lá matar a saudade.

Marmanjos e mocinhas, Mayra Dias Gomes, com a palavra e sem roupa:

Quando veio o convite para posar nua? Você recebeu propostas de outras revistas?


Acho que não seria profissional da minha parte falar sobre o que já conversei com outras revistas. O convite para posar nua para a Sexy veio há dois meses atrás, pouco depois da revista ter me convidado para escrever um conto erótico para a edição de março. O conto, chamado “Como Escrever Um Conto Erótico”, fez sucesso, e de repente me queriam na capa.


Como foi a relação com o fotógrafo Jorge Bispo durante o ensaio? Você deu palpites sobre o estilo?


O Jorge é meu amigo há alguns anos e já me fotografou para a Vip e para a Playboy, portanto me sinto bem confortável com ele. É uma relação de trabalho e de amizade. Ele entende meu estilo e minha personalidade e sabe como refletir isso nas fotos. A produção inteira estava magnífica, a maquiagem, o cenário. Não tive que me meter em nada, eles conseguiram capturar muito bem quem eu sou.


Sua vida já foi bastante exposta, e parte dela de forma polêmica. Em algum momento você pensou que posar nua poderia render mais polêmica e ser negativo para a sua carreira de escritora?


Eu aceitei a proposta com a noção de que as pessoas poderíam me julgar e dizer que uma escritora não tem motivos para posar nua. Mas uma escritora também pode ser uma mulher vaidosa, pode ser bonita e inteligente ao mesmo tempo. Eu resolvi me arriscar, porque este é o tipo de pessoa que eu sou. Gosto de testar meu limites e ser polêmica faz parte da minha personalidade. Eu nem sei ser de outra forma. Meus livros sempre venderam mais depois que fiz ensaios sensuais, então não acho que eu possa ser prejudicada dessa forma. Em relação a terem preconceito, isso sempre aconteceu comigo, então não vai ser diferente agora.


Você está morando em Los Angeles e casada. Muita coisa mudou na sua vida no último ano. Quais são os próximos planos? Vai aceitar outros convites de revistas ou focará no próximo livro?


Eu estou trabalhando em um novo livro para o ano que vem, e mesmo se escolher fazer mais ensaios fotográficos, certamente não deixarei que isso influencie minha escrita, que é minha meta principal. Planejo aproveitar as oportunidades que surgirem e ao mesmo continuar escrevendo meus livros, minha coluna e minhas matérias.


Você disse uma vez em uma entrevista que tinha vergonha de ter seios tão grandes quando era mais nova. Hoje aprendeu a se aceitar. Como foi este processo? O que acha das mulheres que se transformam com diversas cirurgias plásticas?


Eu comecei a ter seios aos onze anos de idade e sentia-me super desconfortável porque meus peitos eram maiores do que os de todas as minhas amigas, e porque os meninos na escola me perseguiam, faziam piada. Aos quinze anos eu cheguei a me consultar com um cirurgião plástico para fazer uma redução, mas acabei desistindo. Não tenho nada contra as mulheres que fazem cirurgia plástica porque precisam, porque sentem dor nas costas, porque precisam levantar a auto-estima. Mas eu particularmente, sempre tive muito medo de operar, e todos os meus namorados diziam que eu não devia tirar, que eram bonitos. O tempo foi passando e eu fui aprendendo a me aceitar. Não posso dizer como foi esse processo de fato, acho que simplesmente aconteceu.


Mayra Dias Gomes na Capa da Sexy é?


Cool.


VS.


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Com amor, Sharon

Era um sábado romântico para muitos. Era dia dos namorados. Uma celebração muito pouco importante, quando parei pra pensar que neste dia, minha amiga Sharon se casaria. Lá estava eu, em Ubatuba, onde seria o casamento, em uma praia pequenina, assim, como a noiva.

O dia anterior foi de chuva e fez jus ao apelido da região: Ubachuva. Qualquer noiva ficaria preocupada com a rebeldia de São Pedro. Será que bem no dia do casamento ele faria esta malcriação? Claro que não. Ao menos, para a Sharon, nunca. O sol viria brindar para esta menina linda. E assim foi. Linda manhã ensolarada e repleta de amor.

Fernando e Sharon se casaram com uma cerimônia Celta, na qual eu fui a responsável por purificar o casal. Estava tudo com cara de Sharon. Enfeites pequenos, coloridos e belos. Ela era a princesa que estava pronta para encontrar seu príncipe, que não, não veio em um cavalo branco. Veio do interior de SP e de forma muito mansa. A pequenina se encantou.

Não houve que não chorasse antes mesmo da noiva entrar. Eu mesmo já caminhei até o altar com a maquiagem borrada. Ok, isso era de pouca importância. Aqueles dois estavam tão felizes, que nem quem passou o dia dos namorados sem namorado sentiu. Eles dividiram aquele amor gigante com todos os presentes. Verdadeiro.

E aqui eu deixo o meu beijo no coração destes dois, e o meu muito obrigada a esta amiga linda, que confiou em mim para purificá-la (e olha que pouco entendo do assunto). E o vídeo deste dia lindo vai ficar aqui no blog, guardado, para que eu possa assistir sempre que tiver dúvidas sobre a genuidade do amor.


VS.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Tina Turner é indiscutível

Isso sim é talento!
Tina Turner com a sua famosa "Proud Mary" e seu par de pernas, é claro.
Faça um favor a si próprio e assista este clássico.

You rock, babe!



VS.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Sob a cegueira do mundo, Saramago parte



O escritor José Saramago faleceu hoje, aos 87 anos, em sua residência, nas Ilhas Canárias. Ele sofria de problemas respiratórios e tinha leucemia já há alguns anos.

Nesta foto, Saramago foi clicado pelos olhos de Sebastião Salgado, seu amigo e fotógrafo.
Um escritor que colheu seus louros criticando a cegueira do mundo, e foi polêmico no seu estilo, com sua falta de pontuação e parágrafos.

Eu espero que amanhã todos acordem de olhos bem abertos.


VS.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Quem é ela?

Ela namora o Otto, é atriz e cantora. Não necessariamente nessa ordem.
A moça é modelo também e queridinha de Lagerfeld.

Atualmente está na novela das oito da Globo e ainda canta na sua banda punk.
Olha só o som da magrela:



Mayana Moura é o nome dela.

O que acharam?


VS.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Expectativas em alto mar

Aquele papo que não dá pra viver tendo expectativas é furado. Impossível viver sem elas, é como se elas fossem inerentes à existência de qualquer ser vivo. Acabo de incluir as baratas nesta roda. Há épocas de vacas magras e gordas. Normalmente as vacas magras vêm logo após uma decepção, decidimos que nunca mais na vida vamos esperar nada de ninguém, nem de nós mesmos. Passa uma semana, ou 24 horas, e o discurso se foi. É mais ou menos como o discurso de que toda 2a feira vamos começar um regime.

Agora, nem sempre a decepção ou frustração é agressiva. É possível tomar o famoso balde de água fria de forma educada. Ou melhor, levá-lo. Tá certo que sempre que ele vem, a água parece por demais gelada, como se estivéssemos no inverno mais rigoroso e ainda tomando um banho de águas glaciais. Mas e quando ele não é tão gelado, só frio mesmo, e estamos no outono? Decepciona, claro, mas não dá pra ter raiva. E isso pode ser mais complicado. Quando há raiva, fica mais fácil de detestar e esquecer - só não vale no caso dos ruminantes. Estes mastigarão a raiva para o resto da vida. Então, uma dica, não seja ruminante, está totalmente fora de moda! - E quando o banho é generoso? Ah, que crueldade. Fica a decepção e só ela. Não podemos nem passar o dia todo xingando o maledito, afinal, ele foi tão educado, a água estava apenas fria.

Nos restam duas opções: ou a água apenas fria não extermina todas as expectativas, porque sim, há expectativas que conseguem sobreviver nas temperaturas quase amenas, ou você desenvolve uma mini raiva por água fria e resolve que só é digna de uma água bem gelada, considerando que o banho é inevitável. Só não tente não se molhar, porque até goteira molha!

O bom de tudo isso é que é possível escolher entre as opções acima. Se você achar que não, certifique-se de que não tem mais 15 anos e que rebeldia barata não é chique.


VS.

PS: você terminou de ler e começou a achar que a expectativa pode parecer um girino?

terça-feira, 13 de abril de 2010

Amy dá o tom!



E ela está sumida mas ainda emociona alguns, coloca outras para dançar, e espanta poucos. Essa música ficou conhecida na voz do Marvin Gaye e depois pelo CCR. Amy gravou e ficou ótima.

Pena que a mocinha se embalou em outra dança.

VS.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Vinicius Calderoni arrepia avisados e desavisados!

E ontem encerrou a série de shows do projeto dos 12 Clipes de Tranchã, realizada na Sala Crisantempo, na Vila Madalena. Vinicius Calderoni é o idealizador do projeto e estrela máxima. Só tinha visto um único show dele, logo no comecinho da carreira, e ontem fui conferir o tão falado projeto.

Declaro minha paixão pelo cantor-cineasta. Fiquei maravilhada com a produção do show e com a desenvoltura do Vini, que já não está mais cru no palco, e encontrou seu suingue e a batida perfeita. Para quem não pôde ver nenhum show, dá para saber um pouco sobre o projeto no vídeo abaixo. Agora, a experiência de estar naquela sala, cara a cara com o rapaz, é única e não tem repeteco.

Parabéns aos que participaram dessa empreitada, muita gente que estudou comigo e que hoje tenho grande orgulho de dizer que conheço e que são todos talentosos! E ao Vini, você ainda vai muito longe. Calce suas botas porque ainda vai ter que caminhar pela longa estrada da fama e, não hesite, porque são poucos os que brilham nessa imensidão. Aposto todas as fichas em você.



VS.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Sharon Jones, please!

Essa é A mulher!

Se ainda não conhece, faça o favor. A vida fica tão melhor! Nada de ficar lendo livros de auto-ajuda, ou aquela porcaria de PC (abreviado para bons entendedores). Nem precisa comprar nada no 0111406, para sentir-se melhor! Basta escutar isso aqui.

E para quem não conhece muito este estilo, mas andou vendo os filmes em cartaz, esta é a música que abre o tão-falado-mas-há-controversas "Amor sem escalas", com George Clooney. O filme vale pela primeira tomada, com planos aéreos e esta música delícia!



VS.