terça-feira, 15 de setembro de 2009

Ahahahaha!

Hoje finalmente me dei conta que já sinto pena de você.
Você não merece minha raiva e muito menos minha preocupação.
Pena mesmo. Tá de bom tamanho.

E para vocês, que um dia tiveram raiva, passaram horas e dias odiando alguém, sintam pena dessa criatura. Tomem um sorvete bem gostoso e pensem que o seu tempo é mesmo muito precioso para ser ocupado com alguém tão pequeno. E mais, a pena também não merece durar muito, a indiferença é o segredo! Esquece esse ser e siga sua vida que eu garanto que ela talvez até seja mais cor de rosa.

Quer apostar?


VS.

10 comentários:

Dani Fernandes disse...

É baby, a raiva não leva a lugar nenhum mesmo... Essa indiferença é bem mais saborosa e logo ela vira de verdade. Aí, esquecemos o ser de vez!
Bj

Mix disse...

VIVAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!


Qto a mim, no fundo da minha alma ainda tem uma pontinha de desprezo... Sentimento que evito acordar. Mas hoje, vendo algumas fotografias, foi inevitável.
Passei por todas essas fases que vc falou até chegar ao desprezo... Mas a que eu quero chegar é a fase da indiferença.

Amo-te ponei

Violet Scott disse...

Lala, a gente consegue, somos duronas na queda! Vamo que vamo! Rá! VS.

Moita disse...

Se eu fosse o cara em questão, acharia que ainda "é minha" ao dizer que sente pena. Parece que o seu lado racional quer negar o que seu coração sente. Acho que todos queremos sentir indiferença ou coisas boas por quem passou por nossas vidas para poder andar pra frente. Pena, raiva, ódio não levam ao lugar certo.
O lance é ter calma, deixar o tempo cuidar de tudo e se esforçar pra não se machucar mais com atos de rebeldia. Aproveite a hora para curtir a família e os amigos mais do que nunca.
Boa jornada!

fabiana disse...

não há desprezo maior do que a indiferença... ainda mais porque ela acontece, nunca é voluntária ou apenas uma opção.

é 100% real quando surge.
e, pra quem a sente, o orgulho se cala.

uma bênção.

Violet Scott disse...

Daniel, às vezes o coração deixa de sentir e a gente não consegue entender como alguém pode ter pisado tanto na bola, por exemplo. Tem gente que não se desgasta pensando nisso, parte pra outra e pronto, mas tem sempre aquele que quer entender o porquê. E aí a gente cai nesse texto.

Beijo e que bom ter vc por aqui!

Rafael disse...

Eu queria mesmo era logo esquecer da existência, mas isso demooora a acontecer.

Violet Scott disse...

Querido estudante, às vezes a gente não precisa esquecer que existe. Basta desconstruirmos o valor que um dia atribuimos a esta pessoa. Certo? Um beijo e bons estudos!

meunonsense disse...

Teria tantas coisas a dizer sobre esse assunto. Prefiro passar.

Violet Scott disse...

Tassi, bom que hoje você entendeu da onde vem! Rá! Beijo, VS.