domingo, 23 de agosto de 2009

Teatro no fundo da alma

Se você está em uma fase introspectiva, aprecia gente talentosa, gosta de teatro, filosofa sobre a vida e gosta de boas histórias, preste atenção nestas dicas! Qualquer uma das alternativas acima que você seja ou tenha, já vale. Basta uma mesmo. 

Tem muita peça boa em cartaz e muita gente pouco conhecida arrancando aplausos e tocando lá na alma, bem no fundo mesmo. Se dê a chance de conhecer tudo isso:

O ZOOLÓGICO DE VIDRO


foto divulgação

Esta é obrigatória. O texto de Tennessee Williams é brilhante e permite que o elenco todo revele sua força. Cássia Kiss faz um trabalho espetacular, nos esmaga com toda a angústia de sua personagem. Ela interpreta uma mãe sofrida, que mesmo depois da última frase do texto, estamos ao lado dela e somos incapazes de culpá-la por qualquer julgamento. 


foto divulgação

Kiko Mascarenhas e Erom Cordeiro são muito bons. Kiko interpreta o filho de Cássia e é também o narrador da história. A grande surpresa para mim veio da atriz Karen Coelho: um talento para ser lembrado. Karen interpreta uma personagem que simboliza uma fragilidade que jamais imaginávamos existir. Seria ela feita de virdro? Eu não consigo imaginar como seu personagem sobrevive, mesmo tendo abdicado do viver. É o expoente máximo do frágil e membro de uma família que escancara a vulnerabilidade do ser-humano. 


foto divulgação

O cenário é super cinematográfico e a trilha sonora é linda, ao som de um piano. A direção é de Ulysses Cruz. A equipe inteira realizou um trabalho coeso, sensível e jamais esquecido. Saí daquela sala com as entranhas expostas e remexidas.

Programa para fazer depois: ir pra casa ou ir jantar. 

Informações úteis:
Teatro Raul Cortez
Rua Dr. Plinio Barreto, 285
Duração: 110 min.
Sexta (60,00) e Sábado às 21h (70,00) e domingo às 19h (60,00).
Até 01/nov.

DOIDO


foto divulgação

Monólogo do talentoso ator e diretor Elias Andreato. O roteiro é do próprio ator e baseado em questões discutidas por diversos filósofos. Temas como amor, lucidez, solidão e loucura são tratados de forma crua e nos emocionam. Elias consegue nos sugar do começo ao fim e, no dia seguinte,  ficamos com a sensação de que ainda estamos naquela sala. Permita-se viver e pensar e vá assistir essa peça! 

Programa para fazer depois: ir pra casa ou ir jantar.

Informações úteis:
Teatro Eva Herz (Livraria Cultura Conj. Nacional)
Av, Paulista, 2073
Duração: 60 min.
Quintas e Sextas às 21h00 (40,00).
Até 30/08.


As peças já indicadas por aqui "Aqui Quase Longe" e "Vestido de Noiva" continuam em cartaz, mas com alguma mudanças: a primeira está em cartaz agora no Teatro Fábrica e começa às 21h00 ainda 4as e 5as. Já "Vestido de Noiva" saiu de SP e viaja pelo Brasil. Agora eles estão no Sul, e ainda farão Rio de Janeiro e Minas. 


VS.

2 comentários:

pessoa. disse...

se eu seguir as dicas do seu blogue, ganho tua companhia para ir comigo?

Violet Scott disse...

fofa!
vamos na 6a? o problema é que vc tem aula!!
são peças magníficas!
beijos