domingo, 12 de julho de 2009

(L)

Eu não te conheço direito, mas o que eu mais queria hoje era conhecer. 

Assim, não estou falando de amor profundo, mas de carinho. Como é que pode sentir um carinho tão intenso por alguém que mal se sabe? Como? Eu sinto. Eu sou assim. Ao contrário. Do avesso. Fora de hora, de rumo, com prosa e sem rima. 

Vem dormir comigo só pra gente dizer que nem está tão frio lá fora e que a solidão não está castigando nossas almas? Algumas verdades podem ser só nossas e a gente chama isso de segredo. Você topa? Vem. Ou inventa outra coisa que eu digo sim.

VS.

4 comentários:

Malu Spacca disse...

uau!

Tiago F. Moralles disse...

"Inventa outra coisa que eu digo sim"

Foi muito down.

Adorei.

Violet Scott disse...

Ti, pois é né!
Beijo.

Sharon disse...

esse me pegou de jeito.