sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Quando o X e o Y fazem a diferença


imagem do filme "Encontros e Desencontros"

Uma pessoa ainda muito jovem disse a seguinte frase: "o que um homem e uma mulher buscam em uma relação é bem diferente". Esta pessoa é um garoto, que se diz diferente da maioria e assume colecionar mais "não" do que seus amigos considerados filhos-da-mãe. 

Ele me chama pra vida:

 - As mulheres gostam dos que não querem nada também, procuram isso. Quantas mulheres você acha que se interessam pelo cara bacana, que adora conversar e que talvez não tenha o tênis da moda, mas está bem vestido?
 - Muitas!
 - Não. Poucas. Te pergunnto: você conhece um cara assim?
 - Aham. Dois.
 - As mulheres vivem no pé deles?
 - Não.
 - Viu?
 - Mas eles estão ou comprometidos ou enrolados. 
 - Sim. Mas garanto pra você que eles têm as mesmas dificuldades das mulheres que não são como a maioria. Você não acha um cara bacana tão fácil, assim como eles também não acham.
 - Nossa, mas conheço várias mulheres ótimas. Tem mais mulher assim do que homem.
 - Talvez, mas pense que você acha isso porque está olhando para as suas amigas, porque talvez você tenha mais amigas solteiras do que amigos.
 - É, pode ser.
 - Os casais que você conhece são feitos de pessoas legais e decentes?
 - Sim, muito. Como alguns encontram com tão mais facilidade do que outros?
 - Às vezes eles esperam menos do outro. 
 - Mas este outro que foi achado é tão incrível, não tem como esperar menos dele.
 - Pode ser incrível, mas tenho certeza que você supervaloriza esse incrível só porque ele não está com você. Até porque, você nunca se relacionou com essa pessoa para saber se ela é tudo isso mesmo. Já te ocorreu que o namorado lindo, simpático e inteligente da sua amiga pode ser cheio de manias chatíssimas?
 - Não.
 - Viu? Porque só te ocorre o lado bom. Você nem pensa nos defeitos. Assim fica difícil mesmo. Você obviamente vai se sentir um lixo e injustiçada pelo mundo, porque suas amigas namoram as pessoas mais perfeitas e você não. 
 - Talvez então elas não sejam tão perfeitas.
 - Certamente! Mas isso você não vê porque não quer e porque talvez não esteja ao seu alcance. Porque certamente o cara vai se portar de um jeito na sua frente, quando você sair com o casal, e de outro quando ele estiver escovando os dentes antes de dormir com a namorada dele e sua amiga. 
 - Tá. Acho que me sinto melhor então.
 - Bem-vinda ao mundo!


Vocês já fizeram esta reflexão? Qual é a maior diferença entre o sexo feminino e masculino? Esqueçam as físicas. E aqueles homens super apaixonados e intensos, diriam o que sobre isso tudo? O homem prefere se relacionar em uma instância física apenas? Porque eu não acho que seja uma incapacidade, mas seria uma escolha?


VS.

13 comentários:

Livia Lacerda disse...

Nao gosto muito de classificar em classes, em massas. Acho que cada um tem seu cada qual, sabe?
Tenho amigas mais perversas que qualquer ex meu já ousou ser comigo. Assim como conheço pessoas que os ex-homens, pisaram e repisaram em cima de sentimentos puros pelo simples prazer de o fazer. (e quem sabe, se gabar pros amigos depois...who knows!)
Acho que não há uma diferença entre o sexo fem. e o masc, e sim, uma diferença enorme entre pessoas como individuos. Uns mais e uns menos, sabe?

Violet Scott disse...

é isso mesmo, mas algumas diferenças abrangem várias pessoas. não? ando pensativa, sem respostas prontas no momento. aliás, acho que este assunto não cabe resposta pronta.
beijo, VS.

Obs: é vc que perambula pelo orkut?

Olkis disse...

Hum... veja, acho que hoje em dia ta tudo junto e misturado, homens e mulheres, pervetidos, apaixonados, loucos, sádicos, o problema é que num mundo tão grande, as vezes é dificil achar um que combina com seu perfil.
Mas não acho que o homem prefere se relacionar em uma instância fisica. Apenas acho que é uma mistura de uma cultura imposta e seu fisico, hormonios, mas enfim, nada impede nenhums dos dois, nem homem, nem mulher, de quando solteiros serem totalmente loucos em relação a isso. Só vale lembrar, que é bom ter bom senso para não machucar que não merece.

Beijão lu!

Anônimo disse...

A cor de fundo do blog deveria ser branco. Com esta cor preta, custa imenso ler. Cansa por demais os olhos.

Marcela - Mamão disse...

Mas com o fundo preto economiza energia e salva o mundo!

By the way, concordo com o texto, mas acho que isso vale para TODO o tipo de relacionamento. Homem X Mulher / Homem X Homem / Mulher X Mulher.

fabiana disse...

acho que antes de se pensar o que se quer de uma relação, deve-se ambos saberem o que querem de suas vidas.

não dá pra caminhar ao lado de alguém que prefere outros rumos...

o buraco é sempre mais embaixo.

;*

oretna said disse...

Falando sobre o tema, é inegável que existem diferenças entre o homem e a mulher. Muita gente tem dificuldade em ver ou admitir isso. Sinceramente não entendo porquê. Eu vejo algumas dessas diferenças como positivas, porque um acaba por completar o outro. Faz lembrar a famosa frase que os opostos se atraem, e tem um fundo de verdade.

O que uma mulher busca numa relação hoje em dia é totalmente diferente do que o homem procura. A mulher em uma primeira fase começa por sonhar com o seu príncipe encantado. Com o seu conto de fadas. Com o homem perfeito que a vai amar que nem nos filmes que vê e chora perdidamente. Viver um amor que nem Romeu e Julieta. Já o homem nessa fase, não sonha nem tão pouco pensa em algo. Apenas pensa em divertir-se, em viver o momento e aproveitar ao máximo. O homem demora mais tempo a amadurecer. A mulher amadurece mais rápido, mesmo com o conto de fadas na cabeça.

Em uma segunda fase a mulher começa a aperceber que as relações e os homens não são bem como ela imaginava/sonhava um dia ter. Começa a sentir na pele que isso só acontece em filme mesmo. A partir dai a mulher desiste. Busca um homem que a proteja e que cuide dela. Um homem que mesmo não sendo o mais legal de todos ou que não mostre o seu amor, que a proteja quando ela mais precisa. Que não se sinta sozinha e que sempre que tenha um problema, esteja lá o homem para tratar e resolver.
A mulher quer um homem ambicioso, que tenha objectivos e projectos. Não quer um homem que viva na casa da mãe, que se comporte como uma criança, mesmo ele sendo a pessoa mais fantástica do mundo. Não quer um homem sem emprego. Não quer um homem que ande de bicicleta/vespa em vez de carro. Se aparecer um homem bem sucedido/milionário a andar de vespa, com uma roupa de descolado, ela vai achar um charme. Se for um desgraçado sem emprego a viver na casa da mãe as coisas mudam de cenário, um cenário catastrófico.

Já o homem nessa fase, busca uma mulher para criar uma família. Uma mulher que não precisa necessariamente de estar apaixonado, mas quase apaixonado. Uma mulher que seja uma boa mãe para os seus filhos. Que tenha um lado infantil, que o faça sorrir e descontrair depois de um longo dia de trabalho. Que cuide bem da casa, que seja fácil de a controlar e que não lhe dê muitos problemas.

No meu ponto de vista é assim que vejo a realidade das coisas. É claro que existe muita gente que não se relaciona dessa maneira e que não existam tantas diferenças assim. Mas na grande maioria dos casos penso que é assim que as coisas se passam. Eu diria em cerca de 80%.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, tudo é combinado. As pessoas tornam-se sócios. Citando um escritor Português “A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas".

Existem ainda mais diferenças como por exemplo na forma como as mulheres tratam as amigas e os homens tratam os amigos. A amizade entre mulheres costuma ser algo assustador, de uma falsidade incrível. Na frente é só elogios, por trás as coisas mudam de cenário. Em muitos assuntos não são capazes de dizer a verdade. Se uma tem o cabelo ruim, a pele estragada ou está gorda, ela vai sempre dizer que está maravilhosa. Mas por trás vai dizer o quanto feia e o quanto aquele cabelo estava horrível. E como eu li aí num Post, se uma amiga vê a outra a passar por um mau bocado por causa de um homem imprestável que a fez sofrer, essa amiga é bem capaz de ir la ficar com ele. No lado masculino as coisas são bem diferentes.

Mais outra diferença. Se uma mulher trair o homem é vagabunda. Se o homem trair é normal, é homem.

Existe muitas outras diferenças mas já falei demais. Foi o meu primeiro Post, foi para começar em grande. Se houver uma próxima vez prometo que não será tão grande.

oretna said disse...

Esqueci de outra diferença.

Para compreender o homem basta ler um livro. Para tentar compreender a mulher era necessário ler uma enciclopédia do tamanho de uma biblioteca publica...

Vivi disse...

Loura,

Sometimes, just sometimes, life is a bitch, e aí entra no feminino e no masculino.

Você sabe que acredito que o amor é para os bravos, e neste quesito as mulheres estão aí há milênios colocando filhos no mundo "no seco". Muita fibra. Enquanto os homens normalmente estão perdidos, e uma vez li do maravilhoso Xico Sá, se o macho está perdido não sou eu quem vai achá-lo. Adoro!

Bjcas

Violet Scott disse...

Oretna, seu comentário tem vários pontos bem interessantes. Concordo em quase tudo com você. A frase que você citou de um escritor português é bem cabível, e na verdade acho que abrange a questão do comportamento e não só da paixão. O emocional tornou-se um negócio (não que todos sejam assim, mas já há quem seja) e, pra mim, isso quebra um paradigma enorme. Beijo, VS.

P., você é um homem, a princípio, diferente. Preste atenção nisso! Beijo.

Bi, sim, concordo. Mas mesmo partindo do principio que ambos queiram seguir o mesmo caminho, você não acha que há algumas encruzilhadas não só pelo fato de que somos diferentes, mas que o XX e XY têm traços distintos?

Mamão, eu acredito que em relações hetéros algumas diferenças apareçam mais do que nas homos, e vice-versa. Não?

Anônimo, por enquanto o fundo é preto.

Obrigada por todos os comentários!!

VS.

Violet Scott disse...

Vivi, e a gente vai querer viver com um perdido? VS.

Marcela - Mamão disse...

Acho que a forma como as diferenças entre um conjuge e o outro se relacionam e lidam com todos os lados (problemas, felicidades e adjacentes) pode ser diferente entre um relacionamento hetero ou homo. Mas acho que independente da "sexualidade" do casal, os lados a serem lidados são os mesmos. Um quer, o outro não. Um faz, o outro não. Um tem um modo de lidar com o mundo, o outro diferente.

Acho que tanto o homem como a mulher podem estar no papel do que quer, do que não quer, do que ama mais, do que não ama tanto, do que se importa ou do que liga o foda-se. Ou simplesmente do filho da puta e do que sofre por este.

Muito confuso ou redundante?? Essa discussão pode ser longa e combina com um café ou vinho. (fica a dica)

Beijo

Violet Scott disse...

Má, podemos tomar um café e viajar nessa discussão. Se você achar que vale, avise-me. Um beijo muito grande.